Quando você vai adotar um cão, precisa fazer a escolha entre um filhote, um adolescente ou um adulto. Nem sempre é uma decisão fácil, por isso vamos dar uma olhada nas vantagens e desvantagens de adotar cães em idades diferentes. Os filhotes são seres encantadores. São engraçados, bonitinhos e cheios de promessas. Mas filhotes, como todos os bebês, precisam de muito cuidado e atenção, e você precisa saber se tem tempo suficiente para dedicar ao pequeno.

Segundo especialistas, quando o cão adotado é adulto, costuma dar menos trabalho para se adaptar à nova casa em comparação com um filhote. O animal recém-nascido, ao ser desmamado, passa vários dias “chorando” a falta da mãe.  Outro ponto que precisa ser levado em conta é que os cãezinhos estão em fase de aprendizagem e não sabem onde fazer as necessidades. Portanto, os donos necessitam de tempo disponível para ensinar as “boas maneiras” e para brincar e gastar a energia do filhote. Já um cão adulto não tem tanta energia e está mais acostumado a passar um tempo sozinho, além de aprender rapidamente o local certo de fazer as necessidades. Na maioria das vezes, eles mesmos procuram pelo lugar ideal.

Filhotes demandam mais tempo

Quando você vai pegar um filhote, precisa garantir que terá tempo de cuidar dele e de ensinar coisas básicas como as regras da casa, o que pode e o que não pode (roer seus sapatos, por exemplo), bem como o lugar certo de fazer xixi. Aconselhamos tirar alguns dias de férias no trabalho, pra poder dar conta dos primeiros momentos de um filhote em casa. Já o cão adulto é muito mais adaptável, não tem tanta necessidade de morder, não costuma ser tão destruidor e, provavelmente, já acerta o lugar do xixi.

Os cachorros adultos são emocionalmente maduros

Filhotes se transformam em adolescentes num piscar de olhos. Aquela bola de pelos que você levou pra casa vai se transformar em pernas, orelhas, focinho e energia, em quatro meses. A adolescência de um cachorro começa aos 6 meses de idade e dura até os 18 ou 36 meses de vida, dependendo da raça. Ou seja, logo logo o filhote vai virar um adolescente, e como todo bom adolescente, começa a fase de rebeldia. O filhote começa a “esquecer” o local do xixi, começa a roubar comida da mesa e outras coisinhas mais, principalmente se desejar chamar a atenção do tutor. Um cão fica maduro com 2, 3 anos de idade, ou seja, bem mais calmo. Cães pequenos tendem a amadurecer fisicamente mais rápido do que os grandes, mas todos os cães são mental e emocionalmente imaturos até que tenham pelo menos dois ou três anos de idade. Eles continuam precisando de treinamento, muito exercício e socialização, durante esse período de desenvolvimento.

Cães adultos são ótimos para tutores de primeira viagem

Se for o seu primeiro cão, ou se você não pode dedicar o tempo necessário ao treino, socialização e exercício que um filhote precisa, um cão adulto pode ser uma opção melhor pra você. Se não tem certeza, converse com pessoas que já estão criando filhotes ou tenham criado recentemente, para ter um quadro realista da situação. Se lidar com xixi de filhotes no tapete e marcas de dentes nos seus dedos do pé, por meses, parecer muito caótico pro seu gosto, adote um adulto. Se nunca teve um cachorro, os adultos podem ser perfeitos para você. É preciso pulso firme pra educar um filhote, mantendo sempre a calma e a paciência. Se você não quer ter este trabalho, ou passar pela experiência de educar um filhote, o adulto é a melhor escolha.

Os adultos também amam, tanto quanto os filhotes

Algumas pessoas ficam preocupadas de não criarem laços com um cão mais velho. Aí que está o erro. Os cães mais velhos apresentam uma gratidão enorme por terem sido resgatados e adotados. Além disso, existe uma empatia no momento em que se escolhe um cão que se deseja levar pra casa. O laço já se cria ali, mas tenha paciência. Às vezes o cão se adapta em questão de dias, outros podem levar semanas ou meses, dependendo do histórico de vida, se estão traumatizados, se foram agredidos, etc.. Então respeite o tempo e o espaço do seu cão e você só tem a ganhar. Trabalhar com seu cão adotado para ajudá-lo a superar os obstáculos necessários para aproveitar a nova vida, pode ser uma experiência incrivelmente gratificante – e o resultado, em médio e longo prazo, é uma relação de amor.

Adote um cachorro adulto

Mas nunca esqueça: adotar um animal é coisa séria! Pense bem antes de levar um bichinho para casa, pois é definitivo e você precisa dar amor, carinho e cuidados ao seu pet.

FONTE:
Apipa10 / Revista Encontro / Tudo sobre cachorros

%d blogueiros gostam disto: