Se você é um dono de cachorro de primeira viagem, pode ficar em dúvida com a quantidade ideal de banhos no seu animal. Fato é que eles passam a fazer parte da nossa família e ocupam todos os espaços da casa, inclusive a nossa cama. Por isso é essencial manter a higiene do animal sempre em dia. Além disso, é importante para a saúde, uma vez que um cachorro sujo pode desenvolver vários problemas na pele, ter pulgas ou cheirar mal.

Diferente dos humanos, eles não precisam tomar banho todos os dias. Isso poderia tirar a proteção natural da pele dos cães e causar doenças e alergias. Por isso o mais indicado é que o espaçamento dos banhos seja de um mês, podendo ter o prazo encurtado para 15 dias em períodos mais quentes. Os cachorros de pelo curto também podem ter um espaço maior entre os banhos do que os de pelo longo. Vale lembrar que essa frequência deve ser decidida e verificada com a ajuda de um veterinário.

Dito isso, é fundamental que seu cachorro tome banho com produtos feitos especialmente para os animais. Se seu cachorro tiver pele sensível, busque uma opção hipoalergênica. Para manter o cão cheirosinho por mais tempo, aposte nos perfumes exclusivos para cachorros.

Em períodos de muito frio ou chuva, um shampoo seco pode ser uma ótima alternativa. Ele também pode ser utilizado para ocasiões especiais, como viagens por exemplo. Mas ainda assim, ele não substitui um banho convencional, que deve ter uma frequência regular para manter a higiene e saúde dos cães.

Se for dar banho em casa, lembre-se de temperar a água. Muitos cães ficam traumatizados ao tomarem banhos de mangueira. Pode até ser gostoso em dias muito quentes, mas o melhor é sempre testar em você primeiro. Se a temperatura da água estiver agradável para você, também vai estar para seu pet. E não esqueça de tomar muito cuidado para proteger olhos e ouvidos! Depois do banho, sempre limpe as orelhas com cuidado para remover toda água e evitar otite canina.

Fonte: Canal do Pet / Perito Animal / Blog do Cachorro

%d blogueiros gostam disto: