O período de férias está chegando e muita gente quer viajar com seu cachorro de estimação! Embora as imagens dos pets com a cabeça pra fora da janela, se divertindo com o vento, sejam lindas, elas não refletem a maneira mais correta de transportar seu cãozinho.

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) não contém nenhuma especificação sobre como transportar os animais de estimação. Mas a legislação diz que o bichinho não pode ir na parte externa dos veículos.

Também não é permitido colocar os animais pequenos entre os braços e pernas enquanto dirige, o que não é permitido pelo Artigo 252. Deixar o animal solto dentro do veículo também pode render uma punição, pelo risco dele distrair o motorista, o que seria enquadrado no Artigo 169.

Por isso vamos listar algumas dicas que vão ajudar você a ficar dentro da lei e transportar seu pet com mais segurança.

Seu animal é pequenino? Então o melhor é usar uma caixa de transporte ou assento especial, sempre preso no banco com cinto de segurança. Outra opção é investir em um cinto de transporte de animais, desenvolvido especialmente para essas situações. Ele faz com que o cachorro fique firme e não tenha liberdade no banco de trás, para não atrapalhar o condutor.

Lembre-se de manter uma pequena parte da janela aberta para a circulação de ar. E nunca esqueça de visitar o veterinário antes de uma viagem, nem de levar o cartão de vacinação do bichinho. Lembre também de manter o cachorro hidratado e fazer paradas para que ele caminhe e faça xixi.

Fontes: Motor1 e Em.com.br

 

 

 

 

%d blogueiros gostam disto: