Bom, quando o assunto é relacionado aos humanos, pesquisas já indicam que existe sim uma mudança de personalidade com o passar dos anos.

Um relatório da Universidade de Houston indicou que a personalidade humana muda com a idade, muitas vezes de maneiras fáceis de prever. De acordo com os dados divulgados, você pode razoavelmente presumir que um homem de 66 anos será mais consciente, agradável e estável emocionalmente do que quando era adolescente.

Mas será que isso também acontece com os cães?

Alguns estudos sugerem que a história de vida e a personalidade do tutor tendem a moldar a personalidade do cão. Mas um novo estudo, publicado no Journal of Research in Personality por William Chopik e Jonathan Weaver, ambos da Michigan State University, identificou algo novo.

O estudo reuniu dados sobre 1.681 cães. Os donos de cães foram convidados a preencher um questionário especialmente projetado para descrever a personalidade de seus animais de estimação. Mediu cinco dimensões da personalidade canina. Esses traços eram medo, agressão contra as pessoas, agressão aos animais, atividade ou excitabilidade e capacidade de resposta ao treinamento.

Como seria de esperar, os cães mais jovens eram mais ativos e excitáveis ​​do que os cães mais velhos e a diminuição do nível de atividade ocorreu como uma tendência lenta, constante, mas consistente ao longo da vida.

As duas medidas de agressão – em relação às pessoas e a outros animais – aumentaram e diminuíram de uma maneira relacionada à idade. Para estes aspectos da personalidade canina, as linhas de tendência indicaram que houve um pico na agressão que foi maior entre os cães de 6 a 8 anos de idade. Cães mais jovens e cães mais velhos apresentaram níveis mais baixos de agressão de qualquer tipo.

A descoberta mais surpreendente tem a ver com a capacidade de resposta ao treinamento. A maioria das pessoas que trabalham com cães sentem que os cães são mais moldáveis ​​quando são jovens e que a treinabilidade enfraquece em cães mais velhos. No entanto, esses novos resultados sugerem que a capacidade de resposta de um cão ao treinamento aumenta constantemente em relação à idade adulta e atinge um pico entre 6 e 8 anos antes de começar a cair. Esse declínio em cães mais velhos não é mais acentuado do que o aumento da treinabilidade observado desde a fase de filhote até a meia-idade. Isso sugere que você pode, de fato, ensinar um cachorro velho a fazer novos truques e ele aprenderá na mesma proporção que ele quando era filhote.

Não houve mudança relacionada à idade no medo dos cães ao longo da vida; No entanto, uma observação interessante sobre esse traço de personalidade foi que os cães expostos a regras mais rígidas tendem a ser menos medrosos no geral.

**Com informações de PsychologyToday

 

%d blogueiros gostam disto: