Uma nova pesquisa feita no Reino Unido trouxe dados que alertaram os tutores a respeito da depressão canina. Pode parecer algo raro, mas não é. Esse novo estudo indica que mais da metade dos cachorros do Reino Unido estão depressivos. Mas se você não sabia que seu cachorro podia sofrer de depressão, não se assuste. Não é um assunto muito popular mesmo.

Mas quais são os sinais que indicam esse estado? Perda de apetite, destrutividade, baixos níveis de atividade.

Se você passeia na rua diariamente com seu cão deve imaginar que ele nunca ficaria depressivo. Mas não é isso que indicam os estudos. O exercício regular é importante, mas muitas vezes é preciso mais do que isso. “É um ponto de vista ultrapassado pensar que os cães precisam apenas de uma ou duas caminhadas por dia para se contentarem”, disse a diretora científica da Guide Dogs, Helen Vaterlaws-Whiteside.

E o que você pode fazer para estimular mais o seu cachorrinho? A pesquisadora recomenda muita estimulação mental e resolução de problemas. Uma ótima opção são aqueles brinquedos com comida dentro, que o cachorro precisa descobrir como fazer para obter as guloseimas.

A pesquisadora também recomenda que você faça um “safári de cheiro” com seu pet. Como é isso? Sair para passear e deixar ele cheirar absolutamente tudo o que quiser. Ela explica que atividades sensoriais são ótimos estímulos para os cachorros.

Se o seu cão fica muito tempo dentro de casa, em apartamentos não muito grandes, ele talvez possa sofrer com a falta de atividades – que não são supridas em simples caminhadas de 10 minutos. Lembre de tornar o ambiente mais rico e de planejar mais atividades para o seu amigão peludo.

*Com informações de The Guardian

 

%d blogueiros gostam disto: