Você sabia que os cães podem usar seus narizes frios, molhados (e fofos!) para detectar fontes de calor e radiação térmica?

Essa descoberta foi feita por meio de um estudo de 2020 da Suécia que desafiou os cães a escolherem entre um objeto quente e frio em uma sala, e os torna apenas o segundo mamífero conhecido por possuir esse superpoder. (O outro é um morcego vampiro.)

Mas não é só isso que os cães podem fazer com o nariz. Vamos compartilhar mais quatro razões pelas quais os narizes dos cães estão entre os instrumentos mais surpreendentemente projetados da natureza.

1. O olfato dos cães é entre 10.000 e 100.000 vezes mais potente que o dos humanos. Esse poder vem em parte dos até 300 milhões de receptores olfativos que os cães carregam em seus narizes, em comparação com nossos meros 6 milhões. E a parte do cérebro canino que é dedicada aos cheiros é 40 vezes maior que a nossa, proporcionalmente falando.

2. Os cães podem mexer suas narinas de forma independente, o que os ajuda a descobrir de que direção o cheiro está vindo. Os humanos só podem mexer as narinas simultaneamente. (hehe sabemos que você vai tentar fazer isso agora)

3. Os cães são ótimos em interpretar todas as informações que chegam pelo nariz em detalhes. Em seu livro “Inside of a Dog”, a pesquisadora de cognição canina Alexandra Horowitz escreve que os humanos podem provar uma colher de chá de açúcar adicionada a uma xícara de café. Mas um cachorro pode detectar a mesma colher de chá de açúcar em um milhão de galões de água – o suficiente para encher duas piscinas olímpicas.

4. Os cães podem conectar um humano com o cheiro que eles deixam para trás com precisão excepcional – e até mesmo ajudar a diagnosticar humanos doentes com uma variedade de doenças. O químico forense Ken Furton, que estuda o olfato de cães há mais de 25 anos, uma vez explodiu um carro com colegas e depois pediu aos cães de detecção que detectassem o cheiro humano dos detritos resultantes. Os cães conseguiram cheirar a pequena quantidade de estilhaços e identificar corretamente as pessoas que estiveram em contato com a bomba antes da explosão 82% das vezes.

%d blogueiros gostam disto: