07

junho

Banho – Dicas de cuidados de higienização

Cathy Kaplan_stockxchng_peqO banho e tosa atualmente representam um número alto de animais nos pet shops e clínicas veterinárias. Por isso temos de encará-lo com profissionalismo e seriedade.

Para os cães, além de usado como terapia em muitos problemas de pele, o banho deixa a pelagem sedosa, remove sujidades, caspas e ectoparasitas. Os felinos, muito higiênicos, também agradecem quando ficam limpos. Muitos deles não conseguem fazer sua higiene por terem problemas bucais. Outros têm problemas nas caudas (cauda de garanhão em machos) e os banhos vão servir de controle de oleosidade.

Muitos animais apresentam seborréia, pois com o avançar da idade as patologias endocrinológicas aparecem quase sempre com repercussão na pele. Se a seborréia não for removida, o ato de coçar machuca a pele e através das unhas são levadas bactérias, acentuando o problema. Fique atento, pois muitos problemas de saúde e dicas quanto ao mal uso de produtos ou a aplicação indevida de medicamentos são de responsabilidade do profissional da estética, seja ele veterinário ou não.

Veja alguma dicas:

* O estabelecimento deve estar preparado para acolher os animais de forma segura e com equipamentos adequados. Materiais limpos e bem higienizados garantem a saúde dos pets.
* Os funcionários das petshops devem ser capacitados, humanizados e carinhosos com os animais, pois estes ficam rapidamente traumatizados por algum tratamento menos afetivo.
* Usar produtos específicos para felinos, nunca usar os produtos indicados somente para cães em gatos, pois podem ser tóxicos.
* Cuidar a temperatura da água do banho, nunca usar água fria nem no verão.
* Usar shampoo, adequado ao pelo do animal, até a pelagem ficar mais limpa.
* Sempre usar um condicionador após o shampoo, mesmo em pelos curtos.
* Enxaguar bem. Se o animal não for bem enxaguado ele poderá apresentar coceiras.
* A colocação de perfumes e enfeites é bem-vinda, pois a convivência cada vez mais estreita com o proprietário, tanto em termos afetivos, quanto de espaço, garantem um conforto mútuo aos moradores da casa.
* Os proprietários de animais de estimação devem estar orientados que a cada pulga no animal, provavelmente a população é mais que o dobro no ambiente, pois as pulgas e carrapatos desovam no chão. Com um trabalho em parceria a população de ectoparasitas diminuirá, no animal e no ambiente. Mas leva tempo e paciência.

Um banho dado com carinho, produtos de qualidade, em ambiente acolhedor, garantem o sucesso, a satisfação do dono e a alegria dos pets.

Lorena Eva Bigatti – CRMV 4995
www.veterinariamoinhosdevento.com.br

Deixe uma resposta

Os campos com * são obrigatórios

12 + dezoito =